Recentemente uma quantidade enorme de arquivos internos vazaram recentemente da controversa empresa italiana que desenvolve software de vigilância, a Hacking Team. E parece que agora o FBI também está utilizando o software desta empresa.

Os documentos vazados contêm mais de 1 milhão de e-mails internos, incluindo os de um agente do FBI que queria desmascarar a identidade de um usuário do Tor, a rede de anonimato criptografada utilizada amplamente por ativistas que querem manter suas identidades em segurança, mas que também serve para hospedar conteúdo criminoso.

Desmascarando um usuário do Tor

Em setembro do ano passado, um agente do FBI perguntou ao Hacking Team se a última versão de seu sistema de controle remoto (Remote Control System – RCS), conhecido como Galileo, pelo qual a empresa é conhecida, seria capaz de revelar o endereço IP verdadeiro de usuário do Tor.

O agente do FBI possuía somente o IP do proxy utilizado pelo alvo, e conforme disse o FBI, o alvo poderia estar usando o navegador do Tor (Tor Browser Bundle ou TBB) ou alguma outra variante. O agente tinha a intenção de infectar o computador do alvo, fazendo-o baixar um arquivo malicioso.

Precisaremos enviar para um e-mail contendo um documento ou PDF (anexado) na esperança de que ele instale o software de escuta (do Hacking Team)”, escreveu o agente do FBI em um e-mail.

Em resposta ao questionamento feito pelo agente do FBI, um membro do Hacking Team disse que uma vez o computador estando infectado, “caso ele esteja usando o TBB você obterá o endereço IP verdadeiro do alvo. Caso contrário, uma vez que o software de escuta esteja instalado, você poderá inspecionar a lista de programas instalados no computador”.

FBI gastou mais de 775 mil dólares em ferramentas de espionagem do Hacking Team

Até agora não se sabe se os agentes tiveram sucesso em conseguir endereço IP real do usuário do Tor ou quem ele era, mas os e-mails internos indicam claramente que este agente do FBI levou vantagem com o serviço do Hacking Team para desmascarar usuários do Tor.

O FBI continua interessado em todas as novas funcionalidades relacionadas ao Tor, como VPN (Redes privadas virtuais) e menos infecções por clique”, disse o mesmo agente do FBI em outros e-mails. “No passado, os seus alvos eram de 20% no Tor, agora chegam a cerca de 60%”.

No geral, o FBI gastou cerca de 775 mil dólares em ferramentas de espionagem no Hacking Team desde 2011, conforme consta em relatório do site Wired, embora os e-mails internos indiquem que ferramentas p/ sistema de controle remoto (RCS) foram utilizadas como um backup para algum outro sistema que a empresa já está usando.

O Sistema de Controle Remoto (RCS) ou Galileo, é uma ferramenta avançada do tipo spyware pelo qual o Hacking Team é conhecido. Ele vem carregado de exploits 0-day e tem a capacidade de monitorar os computadores alvo remotamente.

Fonte: The Hacker News

O que achou?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não tenho certeza
0
Bobo
0
RMJ
Adoro letras verdes sob um fundo preto...

More in:Security