hackingPoliceCar

Fonte: Dark Reading (Video)

Os hacks recentes que foram realizados em dois veículos da polícia do estado da Virginia não foram tão emocionantes quanto os ataques remotos em um Jeep Cherokee realizados há um tempo atrás pelos renomados pesquisadores Charlie Miller e Chris Valasek. No caso recente foi exigido uma alteração física inicial em um Chevrolet Impala 2012 e um Ford Taurus 2013, que possuem uma tecnologia inferior se comparado à tecnologia de Internet presente no Cherokee 2014.

Obviamente não fizeram os testes com um policial ou um jornalista atrás do volante. Mas em alguns aspectos é de se impressionar, pois mostra a possibilidade do veículo de um oficial ser um alvo em potencial. Mostraram também que veículos mais antigos que possuem alguns recursos de rede não estão imunes ao hacking.

A equipe do site Dark Reading acompanhou o trabalho dos pesquisadores em primeira mão no início deste mês em um local escondido dentro do Complexo de Treinamento de Condutores do VSP (Polícia do Estado da Virgínia).

[A iniciativa deste hacking em carros da polícia mostra como veículos mais antigos ainda podem ser alvos de ataques cibernéticos. Leia mais informações neste link.]

Aqui você pode conferir um trabalho que a equipe do Mitre fez em um Chevy Impala sem identificação. No vídeo, os investigadores mostram o módulo do protótipo com um plugin construído pelo grupo Kaprica Security para mitigar os ataques executados pelo pessoal do Mitre. Quando o dispositivo está em seu devido lugar, os ataques não são executados com sucesso. Mas quando o condutor retira-o, o atacante (que se senta no banco de trás) é capaz de controlar o veículo através de seu smartphone:

Neste segundo vídeo, que foi feito em nome de uma parceria público-privada que trabalhou no projeto do hacking do veículo, é uma visão geral de todos os ataques que foram realizados nos dois veículos, incluindo o bloqueio de um veículo oficial a partir do banco de trás, envolvendo aí os limpadores e o fluído, iniciando um certo dano que pôde ser percebido nos medidores do painel, bem como o medidor de velocidade. O vídeo mostra também a ação das técnicas de mitigação executadas pela Kaprica Security e pela Mission Security Inc. (MSI):

Entre as organizações que trabalharam no projeto, incluímos a Polícia Estadual de Virgínia, da Universidade da Virgínia, Mitre Corp, Mission Security Inc. (MSI), Kaprica Segurity, Spectrum, Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins, Bond Digital Labs, a Aerospace Corporation, e do Departamento de Veículos Automotores da Virginia. A pesquisa foi conduzida em coordenação com a Divisão de Ciência e Tecnologia do Departamento de Segurança Interna (Homeland) e com o Departamento de Transporte Volpe do Centro de Transportes dos EUA.

Fonte: Dark Reading

O que achou?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não tenho certeza
0
Bobo
0
RMJ
Adoro letras verdes sob um fundo preto...

More in:Security